quinta-feira, setembro 21

'I'm always in danger of being dismissed as a clown' Beck

Descobri na mais improvável fonte do mundo (pá, lamento mas é) que o single de apresentação do álbum do Beck já anda aí. Foi na Revista Atlântico. O baixo é mesmo à maneira, bem como o interlúdio de percussão. No que a Beck diz respeito sou muito mais pessoa de Odelay e Midnite Vultures do que de Mutations ou Sea Changes. Portanto penso que vou gostar muito deste disco, a julgar pela amostra.

O vídeo fica aqui, bem como as alvíssaras que dou a quem me disser que video me lembrou este Nausea. Tem alguns 12, 13 anos, e o assunto é o mesmo. Por certo que quem ouve agora Beck, ouviu ininterruptamente os tais outros de 93 ou 94. Fica a resposta para o próximo post, e as alvíssaras para este.

10 comentários:

Comboio Azul disse...

O outro é, portanto, o com um Jason Lee bem novo, realizado pelo Spike Jonze, certo?

batukada disse...

Epá... Sis?

Maria das Flores. disse...

hmmm, moi?

O Escravisauro disse...

Li algures recentemente que o Beck e o Chick Corea são altas figuras na hierarquia da Cientologia... Em ambos os casos, embora por razões diferentes, achei o facto desconcertante. Em ambos os casos ainda assim, desejo as maiores felicidades e realização psico-emocional no seio da paradoxal fé cientifica. Apenas faço votos para que não gastem o dinheiro dos royalties que todos pagamos num aberrante dizimo para a IURD da América do Norte.

Le Fante disse...

Pá, eu vi, também (do Chick Corea não sabia). Dá ideia que nos anos 90 tinha menor ligação, mas de qualquer modo é hoje referenciado como um doador generoso. Tenho no entanto conseguido esquecer-me disso frequentemente. Está provado que ser esteta compensa. Quanto menos soubermos sobre a vida desta gente melhor.

Quanto ao Comboio, já te atendo. A carroça tem o seu andamento, lá chegaremos.

batukada disse...

Já descobriste a cena?

proletario disse...

Realmente, é difícl bater a enciclopedia cinematográfica Pereira na prontidão da resposta, mas o vídeo do beck pareceu-me um clone deste mal o comecei a ver.
http://www.youtube.com/watch?v=i4q3c0Jv1hA

Comboio Azul disse...

Pois, claro proletario Marques, foi exactamente a esse que me referi no comentário escrito bem à sua maneira ali em cima...

Comboio Azul disse...

Quanto ao Beck e à Cientologia, estou como o Fante: consigo esquecer-me frequentemente desse facto. A memória selectiva tem um lado muito, mas mesmo muito, agradável.

Comboio Azul disse...

E para finalizar, mas também regressando ao princípio, numa rota circular bem engraçada, parece que o Jason Lee também pertence à Cientologia - frase com duplo sentido propositado.