quinta-feira, agosto 17

007

Continuemos então com duas sagas. Posso avançar que ambas tornarão o blog mais pesado. A primeira porque pretendo continuar com as referências a esse mundo do James Bond, antigo, dicotómico, estilizado, blah blah, blah blah. A segunda porque, como o Daniel, pretendo dar sobretudo música neste Agosto.

Esta genérico do 007 é talvez o melhor de todos eles, chama-se Nobody Does It Better, é de 1977 e cantado originalmente pela Carly Simon. A Carly Simon é uma miuda popularizada pelos seus lábios e por outro hit da altura - You're So Vain - diz-se que dedicado, por ressábia calculo, a Mick Jagger.

Já o James Bond em questão, e só para situar tudo isto, era o Roger Moore a atirar-se de um penhasco com neve e a abrir o pára-quedas com a Union Jack. É, julgo, o primeiro 007 com o mítico Jaws. Tem o magnífico e anfíbio Lotus Esprit branco, do qual tive uma mini réplica aos seis anos. E ouve-se ainda pela única vez em todos os Bonds uma personagem a tratar o M pelo nome próprio, Myles.

Porque os anos passam, e a versão da Carly Simon é só uns meses mais nova do que eu, opto por colocar aqui uma versão pela melhor banda do mundo tocando a sexiest song ever written, o que é um belíssimo elogio, convenhamos. Os Guns n' Roses só podiam tocar o Live and Let Die do mesmo modo que os Radiohead só podiam tocar o Nobody Does it Better. Suponho que a minha vida fosse mais fácil sendo inglês. Dá ideia que um tipo de esquerda não pode trair tão profundamente como gostando de futebol e do 007.

ouvir

Já que é Verão, um quiz: Que música tocam eles a seguir quando Thom Yorke apresenta, no fim desta a
second sexiest song ever written?

1 comentário:

Maria das Flores. disse...

Bom, vindo da boca do Thom, será o Creep?

Isto é a imperiais?